Sobre a universalidade de um conceito: existe uma financeirização da vida cotidiana na França? - Sciences Po Access content directly
Journal Articles Civitas Year : 2017

About the universality of a concept. Is there a financialization of daily life in France?

Sobre a universalidade de um conceito: existe uma financeirização da vida cotidiana na França?

Abstract

Based on the French case, this article aims to challenge the concept of “financialization of daily life”. This notion does not perfectly describe the transformation of money management experienced by French households; compared to other developed countries, their money is kept at a remove from financial markets, particularly as the French retail banking system, built in the 1960s, is designed to “definancialize” and the French welfare state maintains its protective position. The French economy is nonetheless deeply financialized, with great consequences on job and income instability. Public authorities tackle the problem from this angle, with policies increasingly focused on households’ money. Social work is expected not only to be an intermediary between individuals and social legislation, but to aid households in navigating their engagements with commercial entities. This leads us to claim that public intervention is becoming monetized.
Tomando como referência o caso francês, este artigo propõe colocar à prova a noção de financeirização da vida cotidiana, expressão que não descreve com perfeição as transformações nas formas de gestão do dinheiro experimentadas pelos lares franceses os quais, comparativamente aos lares de outros países desenvolvidos, mantêm seu dinheiro à distância dos mercados financeiros, da mesma forma como o sistema bancário varejista francês, constituído nos anos 1960, foi projetado para “desfinancializar”, e que o estado de bem-estar francês se mantém na posição de protetor. A economia francesa, no entanto, se encontra profundamente financeirizada, o que gera instabilidade no emprego e na renda. Sob esse ângulo, as autoridades públicas abordam o problema adotando políticas cada vez mais focadas no dinheiro doméstico. Espera-se que o serviço social não seja apenas um intermediário entre os indivíduos e os direitos sociais legais, mas que ajude os lares a administrarem seus compromissos com as instituições comerciais. Isso nos leva a afirmar que a intervenção pública tornou-se monetarizada.

Dates and versions

hal-01963432 , version 1 (21-12-2018)

Identifiers

Cite

Jeanne Lazarus. Sobre a universalidade de um conceito: existe uma financeirização da vida cotidiana na França?. Civitas, 2017, 17 (1), pp.26-42. ⟨10.15448/1984-7289.2017.1.25942⟩. ⟨hal-01963432⟩
78 View
0 Download

Altmetric

Share

Gmail Mastodon Facebook X LinkedIn More